23 julho 2007

Todos querem casar


Existe um lugar, único no mundo, onde podemos obter a satisfação imediata de todas as nossas necessidades: o útero da mãe. Desconhecemos a fome, a sede, a falta de aconchego. Mas nascemos. Precisamos respirar com nossos próprios pulmões, reclamar da fralda molhada, nos desesperarmos com as cólicas. Somos tomados por um profundo sentimento de falta. Uma angustiante sensação de desamparo nos invade. Sem retorno ao estágio anterior, isso nos acompanhará por toda a vida.

Quando nascemos, somos introduzidos num mundo com padrões de comportamento claramente estabelecidos. Inicia-se o processo de socialização. Os desejos espontâneos são gradualmente substituídos pelos que aprendemos a desejar. Nos comportamos e agimos de acordo com a expectativa social. A partir daí todos se tornam parecidos. As singularidades não mais existem. O condicionamento cultural impõe como única forma de atenuar o desamparo uma relação fixa e estável: O CASAMENTO

Assim, todos desejam se casar. Ninguém questiona se é mesmo a única forma de realização afectiva. O casal constrói uma tela de protecção contra o mundo e tenta reaver o paraíso simbiótico que tinha no útero da mãe. Ilusão que dura pouco, incapaz de se sustentar na realidade do quotidiano. .

34 comentários:

Noite disse...

...e a cada dia duram menos, voltar ao paraíso não passa exclusivamente por aí, passa pla própria capacidade de ganhar asas e voar!

Anónimo disse...

Nem sempre casamento significa união de duas pessoas.
Quantos são os casamentos que servem para a permanência de certas pessoas num dado país para se legalizarem?
Não digo que casamento seja só por interesses mas há muito boa gente que é "caçadores de fortunas".
Não há amor.Só prazer (em gamar todo o guito que conseguirem).
Claro que o casamento é um dos passos mais importantes na vida de uma pessoa mas será que todos vêm dessa maneira?
Eis a questão.

Ariane disse...

Não concordo.. abomino o casamento. :)

Erotic Spirit disse...

It is probably so, but think most people don't know nor admit to such... most do so out of fear of lonelyness, financial reasons, and a bunch of wrong reasons... most people don't really think it is forever, just 'til. Anyway, always marry your best friend.

:)

Marrie disse...

Olha....... sinceramente falando... não sei qto aos demais.... mas sou casada e tenho um relacionamento q já perdura há 17 anos. Como experiência só tenho algo a dizer. Ou cada casal descobre uma forma particular de estar casado e ser feliz ou realmente está cada vez mais perto o dia em q não mais existirão casamentos. As convenções e regras sociais não condizem c/as necessidades de um casal. Liberdade p/sentir, falar, sonhar, amar..... isso é "casar"! E sou imensamente feliz por me sentir livre em meu casamento. Cumplicidade, respeito, partilhas, segredos revelados..... tenho vivido tudo isso nos últimos tempos e meu casamento a cada dia fica melhor.
bjs a todos

Rafaela disse...

Acredito que hoje em dia a visão com relação ao casamento mudou bastante, hoje já não se cria as filhas mulheres só para casar o que eu considero estremamente importante.

Menina do Rio disse...

Como dizia o Chico Anisio; a gente deveria nascer velho e ir minguando a té virar um bebê e se perder no útero materno...

Beijo

luafeiticeira disse...

O casamento não me diz nada, as relações sim, mas acho que tens rzão se viros na palavra casamento a metáfora de se estar com alguém, no fundo, no fundo, abominamos todos a solidão, pois não fomos criados numa proveta, mas numa pessoa.
jocas

AcidoCloridrix disse...

Affff,,, tens um desafio lá no nosso Blog,,, desculpa lá,,,, mas espero que o aceites!!!
HCL

Diva disse...

Eu me questionei... Tarde demais... A minha sorte e que a resposta que obti foi do meu agrado. Mais uma vez dizer que gosto dos teus textos.
Bjs meus

sniqper disse...

Casamento...Questão? Problema? Direito? Inutilidade? Verdade...
Enfim um monte de coisas, mas no fundo totalmente inúteis...O importante é simples...Duas pessoas, a sua relação, o seu amor e cumplicidade...O resto são meros acessórios sociais. Uns necessários para viver na legalidade imposta, outros, esses na maioria adornos sociais que a maioria diz que não é importante mas quase todos mais cedo ou mais tarda acabam por cair lá...

Cumps.
sniqper

Nilson Barcelli disse...

Talvez tenhas razão, mas procriar é fundamental para manter a espécie.
Mas claro que isso pode ser feito sem casamento...
Bom resto de semana.
Beijinhos.

Vity disse...

Ola,

Penso que a questão "casamento" tem ou tinha mais a ver com o factor sociedade, do que propriamente com o factor embrional.
Hoje em dias os casamentos são me menor numero, e, ainda assim duram cada vez menos.
Por outro lado, muitos dos casais, antes do casamento fazem acordos matrominiais, logo antes de casar já estão a antever uma possivel separação.
Tambem penso que hoje em dia, cada vez mais pessoas opta por viver sozinha em vez de partilhar o seu espaço com outra, daí que, relacionamentos com distancia fisica (cada um na sua casa) sejam os mais duradouros...

Beijo
Vity

carla granja disse...

OLÁ! GOSTEI DO TEU BLOG E DO TEMA K ACABEI DE LÊR E K AS OPNIOES SAO DIVERSAS. EU TMB TENHO UM BLOG COM POEMAS FEITOS POR MIM E COM FOTOS MINHAS TMB. SE KISERES DÁ UMA OLHADA.
BJO
CARLA GRANJA

ci disse...

Tens ums certa razão...mas o casamento ainda é um bicho de sete cabeças para muita gente...

adriano bichano disse...

Casar? precisas do meu malho valente nessas bordas.

marco disse...

ai que post tao esquisito! nao me fales em casamento!
sou mt novo pa isso! (30 anos)

Blondie disse...

Sem dúvida! A pressão social é exercida nesse sentido e é mais gritante essa influência sobre mulheres que os homens. Daí, a meu ver, haver tanta competição feminina.
A sociedade impõe muito mais regras de conduta à mulher do que ao homem. Nomeadamente, no que respeita à constituição de família.

un dress disse...

sim mas é preciso entrar na ilusão...nem que seja pra sair...


talvez faça parte da aprendizagem e do crescimento...

no entanto alguns já sabiam e curiosamente...
sim procuram protecção, uma aparente barreira protectora provisória. até...
no fundo quase tudo tem a marca do provisório.
da passagem... e a vida
pode boa assim. nessa condição...



beijO:)

Cris disse...

gosto dos teus apontamentos, nunca tinha visto o casamento sobre esta luz.

Desculpa a ausência, mas estou de férias e esqueço-me .... do computador! :)
Ainda mais que agora vou para a Feira, NISARTES, é uma feira internacional de artes tradicionais, para quem goste de artesenato e boa comida, não há melhor. Passa por Terra, e acede ao link da coudelaria ribeirinho paralta, vais ver que vais gostar está lá o programa todo. Eu Estou Lá! No stand da Coudelaria, óbvio!

Beijinhos

pierrot disse...

hoje em dia o casamento já não é tão levado à letra como há uns anos atrás.
já não importa se as pessoas casam, vão viver juntas, ou namoram mas vivem em casas separadas. pelo menos no meu meio, só casa quem quer. ao contrário de antigamente.. mal se atingia uma certa idade, era obrigatório haver casamento.

beijo*

Rute Borges disse...

Perfeito!
um beijo

Noivo disse...

hoje em dia não é necessário casar! só o faz quem realmente deseja e não pode ser um meio de fugir seja ao que for!

PIPI disse...

Estou casada há 8 anos,e tenho filhos, temos muitos projectos em conjunto, e a única limitação que eventualmente poderia sentir seria a monogamia. Mas como não acredito que o homem seja naturalmente monogâmico, grande parte do trabalho em investir em nós como casal, terá de ser o assumir da nossa poligamia...vai ter de ser o passo seguinte...para que possamos continuar a nossa vida em casal. Porque em todas as outras componentes da vida em comum, posso afirmar que sim, somos felizes! jokas para todos!

MAR disse...

Que lindo post, el matrimonio o cualquier tipo de unión es bueno claro, desde el punto de vista de tener y crear una familia, claro con en mi caso no siempre resulta pero los hijos SI y son para toda la vida.
Mis cariños para ti.
mar

Moura ao Luar disse...

É mesmo uma questão social e não de necessidade real

Dhyana disse...

Para mim o casamento é secundário, não acredito na oficialização de qq relaccionam.
Haja amor e tudo irá bem.
Beijos...

João Cordeiro disse...

Regressado de uns dias de ócio, eis-me de novo na partilha do ser…

Uns tocam-nos o corpo sem nunca nos terem tocado a alma... e outros tocam-nos a alma sem nunca nos terem tocado o corpo...


Beijo sonhador

Samael disse...

Eu e a Lilith criámos um espaço só nosso, mas que gostaríamos que fosse visitado por aqueles que mais gostamos de ler.

Ao lerem-nos saberão quem nós somos.

Beijos Lilith e Samael

AcidoCloridrix disse...

O desafio que me foi lançado pela Vity, sobre os “7 Factos Que Sou”, tem gerado uma reacção em cadeia que estamos a actualizar constantemente no nosso Blog. As tuas respostas estão incluídas nesta reacção em cadeia. Para consulta das tuas e dos outros,,,, caso interesse,,, consulta: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/07/desafio-7-factos-que-sou.html e clica na foto deste post. Obrigado,,,, HCL

carla granja disse...

OLÁ! COMO ESTÁS? SE KISERES PASSA NO MEU BLOG PA VERES O MEU ULTIMO POEMA E TMB TENHO ALGUNS VIDEOS O TERCEIRO É DA BANDA IRIS PA KUAL FAÇO UNS TRABALHINHOS. BJO
CARLA GRANJA.

mikuti@msn.com disse...

msn.comBoas Mico..

Isto é sempre a rolar :)

Bia disse...

Todos acham que casar é o nosso destino, mais tarde ou mais cedo...
eu casei e sou casada mas penso que o casamento abafa o ar que o amor precisa para respirar, mata-nos a paixão e torna-nos apenas os melhores amigos numa "versão deitada".
O amor para sobreviver precisa ser livre, é preciso querer estar junto, porque o ir para casa ao final do dia e ficar junto não é a mesma coisa, falta-nos o desejar estar e tudo o que isso nos proporciona.
Gostei muito de te ler aliás como sempre

incógnita disse...

Nem todos se querem casar!
Temos a necessidade de estar com alguém que nos complete, ter alguém do nosso lado, ter um companheiro para as nossas vidas...
A união não significa obrigatoriamente casamento... o casamento é apenas um ritual, que nos remete para um estatuto na sociedade...
Quantas pessoas se casam sem amor?
E quantas pessoas juntam-se apenas por amor,sem se casarem?

Hoje em dia o casamento já não tem o mesmo valor que antigamente... é tudo uma questaõ de interesses. O casamento é um contrato com direito a festa.