18 maio 2007

Há algo estranho no ar...




Calcula-se que um casal em cada sete possa ter problemas de fertilidade. Num terço dos casos, a situação tem origem na mulher, noutro terço tem origem no homem e, no terço restante, o problema pode ser de ambos ou a causa ser desconhecida.


E em conversa outro dia com alguns amigos e amigas, reparámos que há muita gente actualmente com este problema... eu pessoalmente conheço pelo menos 4 pessoas e sinceramente acho muito estranho.

Quando alguém que vive bem com o namorado/marido, é jovem, alegre, tem condições para criar e manter um filho... não consegue, pensámos ok, pode ser.... Mas quando há tanta gente com as mesmas características e com o mesmo problema, é preciso pensar.


Será da vida que levámos? O stress? Não sei. Sei que é triste ter de consolar alguém da frustração de não poder ter um filho, mesmo que os médicos digam que está tudo bem, mesmo que exista a opção da adopção.

24 comentários:

Sapo Inquisitivo disse...

Concordo contigo. A infertilidade começa a ser crónica, o que não augura nada de bom para a raça humana. Inda bem que sou sapo! Há Post Novo!

Cumps

Moura ao Luar disse...

É frequente mesmo, tb conheço alguns casos. E chega a uma altura em que se atinge o desespero mesmo. Beijoka

Lord Nuts disse...

Custa a todos, ao casal que quer e não consegue, e aos amigos mais chegados que acabam por sentir na pele as dores de quem quer bem.

Se queres que diga, e contra mim posso estar a falar, acho que tem mesmo muito a ver com a vida que levamos.

Arbaços de um Lord Louco

joaninha disse...

deve ser um desânimo inexplicável... :S

*beijinhos*

Taras disse...

Também conheço pessoas e casais com problemas destes. Por vezes não se sabe se é da mulher ou do homem porque a parte masculina tem sempre inibição em aceitar... mas quando os problemas existem têm que se enfrentar... de frente!

Skin on Skin disse...

Acredito que o casal sinta uma tristeza imensa. E quando aparentemente está tudo bem são jovens e saudaveis...o mais cruel para eles é pensarem...pq nós? Enfim, a adopção será o último recurso, penso eu!

Beijokas on skin

ariane disse...

Eu concordo quando dizem que é da vida que levamos... de deixarmos as coisas cada vez para mais tarde... é um assunto que dá muito que pensar...

Beijocas pensativas da vossa ariane

www.mundodeariane.blogs.sapo.pt

Rafaela disse...

" Viver é mais que uma dádiva.

É sobretudo, o mágico fascínio de procurar,

a cada dia exercer o direito de ser Feliz... "



QUERO LHE DESEJAR!!!

 §ϊ§ _   _
   ( \/ )  UM _   _
  ( =ώ= )     ( \/ ) ÓTIMO _   _§ϊ§
   (_/\_)     ( =ώ= )    ( \/ ) FIM DE SEMANA!
    Υ        (_/\_)    ( =ώ= )
    ζ|      §ϊ§  Υ      (_/\_)
  __\\|//__       ζ|         Υ
▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒  __\\|//__ ▒▒        ζ|    BJUUUS!!!
▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒ __\\|//__ ▒▒▒

un dress disse...

é da secura a que nos condenamos...

os bébés têm medo de nascer...

obrigada pelo poema que deixaste no post anterior...:)


beijO*

Lu@r disse...

Nunca tive esse tipo de problemas mas imagino que deve ser bastante doloroso desejar e não ter.

Abraço

luafeiticeira disse...

Sim, a vida stressante que levamos é a causa principal, por isso muitas mulheres engravidam quando já desistiram do fazer. Eu conheço um casal cuja mulher engravidou/teve um filho depois de terem adoptado dois.
jocas
PS Obrigada pelo comentário

Som Do Silêncio disse...

Realmente tenho uma prima que tbm anda inconsolável pois não consegue ter um bébé...
Os médicos falam que está tudo bem com ela e com o namorado e a coisa não fecunda pura e simplesmente.
É realmente triste termos que consolar uma pessoa inconsolável...
Beijos doces.

Ana disse...

Cada vez mais, conheço pessoas com problemas de infertilidade e cada vez mais novas.
Faz.me muita confusão como é que cada vez há mais casos destes. O que é que se passa?

Bom fim de semana

=**

zeze disse...

Olá
São problemas dos nossos dias, que quem os tem, precisa de um esforço psicológico suplementar...

Um Abraço

Morrigan disse...

A sociedade de hoje decorre a ritmo alucinante. Para além disso, todas as transformações a nivel ecologico, têm com certeza, influencia neste problema. Também tive algus problemas a esse nivel...felizmente tudo foi superado.

Tutank2 disse...

E depois há aqueles bráder, que não têm condições e põem os "putos" no mundo para os fazerem sofrer. Isso também dá que pensar, mái Góde, Tásse mal

Rute Borges disse...

acredita que é realmente doloroso...
um beijo

Menina do Rio disse...

Não sei não...
Se analisarmos um pais como o Brasil, onde a taxa de natalidade é alta, pricipalmente nas classes baixas, onde predominam os reveses da vida como stress e dificuldades finaceiras...ou será que nesses casos compensam-se as frustrações quotidianas com sexo??? Ô povinho pra procriar este nosso!!!

beijos

Alma Nova disse...

Realmente este é um problema muito actual e em que vale a pena pensar. Porquê? E quando a vontade é imensa não há consolo possível, nem soluções fáceis de encontrar. Jokitas.

Deusa Do Sol disse...

ola
realmente e a mais pura das verdadeiras e tambem a mais triste delas...pessoas a sofrerem por nao poderem ter filhos...e do outro lado do mundo crianças a nascer sem as minimas condiçoes e sem comida nem agua...
enfim e estas injustiças da vida
excelente domingo
beijo doce no teu coraçao

ci disse...

eis um tema pertinente....sim as taxas de infertilidade são deveras preocupantes...fruto da excessiva industrialização...stress e etc...

beijos incomuns da ci

Entre linhas disse...

A vida constante e acelerada em que se vive pode muito bem constituir um dos factores contribuintes para essa causa.
Bjs Zita

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Interessante este tema...

Melhor ainda é ler os comentários.Tudo culpa o coitado do stess...

Take care

luafeiticeira disse...

7 outros beijos se avizinham...