21 maio 2007

O que é fidelidade



"Diz-se daquele que não mantém ligações amorosas senão com a pessoa com quem se comprometeu." Esta é uma das definições para a palavra fiel. E é exactamente isso que a maioria das pessoas pensa de quem só faz sexo com um único parceiro. Mas concorda? Cuidado, pode ser seu maior engano.

Sem dúvida, existe um equívoco generalizado ao se identificar fidelidade com sexualidade. Conheço mulheres que nunca tiveram uma relação extraconjugal, mas não suportam o marido e visse versa . Permanecem com eles só por dependência financeira, criticando-os e desvalorizando-os para as amigas. No entanto, são consideradas fiéis...

Alguns não concordam com a ideia de posse, que é a tónica da maioria das relações estáveis. Para eles a fidelidade está no sentimento recíproco que nutrem e nas razões que sustentam a própria vida a dois. Mas isso não tem nada a ver com ter ou não relações sexuais com outra pessoa. O problema é que, quando duas pessoas iniciam um namoro ou se casam, defendem a ideia de que quem ama deve contar tudo para o outro. Chega a sermos patéticos essa obrigação que os casais se impõem. Casamento não é confessionário.

Quando tudo é conhecido, se não existe nada no parceiro que não se saiba, não há surpresa, não há nenhuma novidade, não há descoberta. O que existe, como consequência natural dessa vida tão sem emoção, é um profundo desinteresse. É assim com a maioria dos casais. Optam pela monotonia e pelo tédio porque não suportam as surpresas de uma vida sem garantias preestabelecidas. Isso não passa de uma ilusão. Desde quando existe alguma garantia, de qualquer espécie, na existência humana?

De uma maneira geral, numa relação estável as cobranças de fidelidade são constantes e é natural sua aceitação. Severa vigilância é exercida sobre os parceiros. O medo de ficar sozinho é tanto, que é difícil encontrar quem reivindique privacidade e tenha maturidade emocional para saber que, se tiver um episódio extraconjugal, isso não diz respeito ao parceiro. A única coisa que importa numa relação é a própria relação, os dois estarem juntos porque gostam da companhia um do outro e fazerem sexo porque sentem prazer.

Todas as restrições impostas e aceitas com naturalidade ameaçam muito mais a relação do que a infidelidade. Reprimir os verdadeiros desejos não significa eliminá-los. Quando a fidelidade se traduz por concessão que se faz ao outro, o preço se torna muito alto e pode inviabilizar a relação. Algumas pessoas já estão se dando conta disso e, talvez por lidar melhor com o desamparo e não se submeter cegamente às normas sociais, ousam soluções nada convencionais. Sorte delas.

26 comentários:

Zeca Paleca disse...

Eu sou fiel ao meu ratinho sempre. Sou um homem de palavra. Amo com toda a força do meu coração quem me ama a mim.

Virar a chave,
como quem lê uma página,
abrir por dentro,
libertar-se sendo,
como quem se envolve
na personagem,
lento.

Descobrir o além do sonho,
o impensado, o certo,
o mais que imaginado.
O que os olhos buscam cobrir
no sonho.

Ver em ti, a minha cara,
minha cara interpretada:
metade minha, metade clara.

E o meu ratinho também no:

http://lusoprosecontras.blogspot.com

Ana disse...

Acho que mais importante que a fidelidade (porque definitivamente deixei de acreditar que uma pessoa possa ser fiel a outra) é a lealdade!

=**

Cris disse...

fidelidade ou lealdade?

um beijinho, gostei do espaço

C.

Skin on Skin disse...

Tema complicado...Não concordo com algumas coisas aqui escritas...mas cada um sabe de si! Sou fiel e leal, por isso exijo fidelidade e lealdade só assim acredito que possa resultar num relacionamento completo! Nunca estaria com ninguem por frete! ;)

Beijokas on skin

Menina do Rio disse...

Ser fiel é não trair sentimentos, é ter respeito e não tem nada a ver com o sexo em si. Sexo quelaquer um faz, até os animais...

Adorei o "Se eu fosse" que me escreveu!!!

beijinho de boa dia!!!

Sleeping_Angel.69@Hotmail.com disse...

sim skin on skin sem duvida estou da tua opinião também não estaria com ninguém por frete mas acredita que há muita gente a o fazer

Fúria das Águas disse...

Eu sou fiel ao amor que sinto, a felicidade que me tras e nada subistitui ele, porque simplismente me completa.
Um beijo
Furia

sagher disse...

afinasl o que é a fidelidade? talvez a manifestação suprema de liberdade . uma liberdade que unduz o amor ao outro de forma voluntaria. ser fiel é acima de tudo amar. quando nao se ama mais nao há fidelidade ou infidelidade. não há nada.

Gilberto disse...

Terá acontecido assim para os lados do Egípto: Moisés, por inspiraçao divina libertou o Povo de Deus, escravizado pelo Faraó. Esta passagem da escravatura à liberdade para o povo Hebreu também foi e é Pascoa.

Beijinho

Alma Nova disse...

A fidelidade aos sentimentos verdadeiros acabo por nos trazer a fidelidade "física", umas vez que não acredito no sexo sem amor... esse é próprio dos animais, não de quem se sente gente.

Deusa Do Sol disse...

Se eu fosse uma hora do dia, seria: Seria a hora do por do sol.




Se eu fosse um planeta ou astro seria: O sol

Se eu fosse uma direcção seria: O Sul

Se eu fosse um móvel seria: Uma aparelhagem

Se eu fosse um liquido seria:o mar (sem dúvida)

Se eu fosse um pecado, seria: mortal

Se eu fosse uma pedra, seria: Uma agata

Se eu fosse uma árvore seria: Uma cerejeira

Se eu fosse um fruto, seria: Um morango

Se eu fosse um clima: Seria calor

Se eu fosse um instrumento musical seria: uma bateria

Se eu fosse um elemento, seria: Água

Se eu fosse uma cor: Azul (do céu, do mar)

Se eu fosse um bicho: Seria uma egua

Se eu fosse um som seria: O som das ondas do mar na praia.

Se eu fosse uma música seria: Calma

Se eu fosse um estilo musical seria: Estilo romântico

Se eu fosse um sentimento seria: o amor
Se eu fosse um livro, seria “As palavras que nunca te direi”

Se eu fosse uma comida: massa esparguete

Se eu fosse um lugar seria: Uma ilha de areia fina, branca e água cristalina.

Se eu fosse um gosto, seria: Doce

Se eu fosse um cheiro, seria: rosas

Se eu fosse uma palavra, seria: Amor

Se eu fosse um verbo, seria: Amar

Se eu fosse um objecto: … um cristal

Se eu fosse peça de roupa: cueca fio dental


Se eu fosse 1 parte do corpo seria: Os olhos




Se eu fosse 1 expressão facial: Um sorriso

Se eu fosse 1 personagem de desenho animado seria: barbie

Se eu fosse 1 filme seria:"atracçao fatal"

Se eu fosse 1 forma: Redonda

Se eu fosse 1 número: Seria 14

Se eu fosse 1 estação seria: a primavera

Se eu fosse uma frase, seria:


"amo-te para sempre"

beijo doce

Tutank2 disse...

Isso é complicado bráder, infedelidade é mesmo se damos a "facada" da ordem no relacionamento. E infedilidades virtuais então? Mái Góde, serão essas verdadeiras infedilidades?

Sapo Inquisitivo disse...

polémica à espera!!

cumps

Som Do Silêncio disse...

Antes de mais essa coisa chamada fidelidade acho que está extinta nos dias de hoje, e digo isso pois infidelidade não é so corporal mas tbm espiritual!
Uma pessoa pode amar muito outra e ir pra cama com outra...
Bem eu nunca fui infiel aos meus namorados...
Talvez não se tenha proporcionado tal evento, pois como bem disseste a monotonia não existia no nosso caso lol
Um beijo em silêncio.

Anónimo disse...

Olá amigo!

Concordo totalmente com a frase "A única coisa que importa numa relação é a própria relação, os dois estarem juntos porque gostam da companhia um do outro e fazerem sexo porque sentem prazer."

muitas vezes as pessoas esquecem-se que também se pode ser infiel em pensamento...e esses muitas vezes são bem piores que o "simples" facto de ir para a cama com outra pessoa.

Muitas beijocas
Joana

luafeiticeira disse...

Pior que saber que o outro foi infiel é saber que o outro sentiu essa vontade.
7 jocas mesmo

Lu@r disse...

Se existir amor não existe tempo para infidelidades.

Penso eu de k

Abraço

un dress disse...

fidelidade...ou não...?

sinto que, pela via do pressuposto social ou do socialmente correcto se vão arrastando vidas e justificando vazios...

que o medo é um poderoso alicerce da hipocrisia...
às vezes muito bem vestido por mil razões amplamente justificativas...

que ver claro, dentro e fora, dói, confronta e incomoda...


beijO

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

Gostei do teus "ses"...
Lealdade e Fidelidade deviam andar juntos, mas não é fundamental.

Prefiro ser "inteira" para uma só pessoa, mas sempre com algum mistério.Saber fazê-lo é uma arte que descobri nos orientais.

Take care

Kiss

PoesiaMGD disse...

Realmente, muita gente é fiel por obrigação e isso deixa de ser verdadeiramente fidelidade! Eu preferia o termo lealdade!
Um abraço

Freyja disse...

cuando se amor hay fidelidad, cuando hay amistad hay fidelidad
la fidelidad es lealtad al que esta con uno
me gusto mucho tu blog
gracias por tus saludos en blog Luso
que estes muy bien, besitos


besos y sueños

Entre linhas... disse...

Fidelidade e lealdade dois conceitos muito intressícos,se existir sempre o verdadeiro amor,estes conceitos tornam-se indissociáveis...no entanto eu prefiro o termo lealdade,porque muitas pessoas são fiéis porque dependem do "bago de milho"na mão do conjuge.
Bjs Zita

DELÍRIOS disse...

Quero saber de ti,
Onde estás nessa hora
E se te importa saber
Que por ti minh’alma chora.

Quero saber de ti,
Tu que és uma miragem
Que surge no denso calor
Da paisagem da saudade.

Quero saber de ti,
Quero ir muito além
Para despir a roupagem
Do silêncio que te envolve.

Quero saber de ti,
Manda notícia, rápido, ligeiro,
Num sonho ou numa visão
Para eu saber que és anfitrião,

Esperando que se abram os portais
Da dimensão onde habitas
Para o encontro triunfante
Das nossas almas imortais.
BJ..DELIRIOS

Moura ao Luar disse...

Mas que anjo que és mesmo, escarrapachaste aí a minha forma de pensar em relação à coisa em questão!! Porra seremos almas gémeas??

Anónimo disse...

Fala a voz da experiência, que por mais que se possa amar uma pessoa, se pode fazer sexo com outra...e num puro acto de egosimo, não se sentir sequer infiel...sou mulher, não dependo financeiramente do meu marido, tenho filhos, um marido lindo, que AMO e que não suspeita sequer que tenho relacões fora do casamento; que alimento com elas o meu imaginário...e continuo a achar que o meu marido é muito melhor na cama, que aqueles com quem exporadicamente durmo. Por puro egoismo...ou para continuar a provar a mim mesma que estou casada com o homem perfeito...sou estanha, sou!

pikena disse...

texto muito bom (não concordo com um ponto, cositas minhas) resumidamente: "estou contigo mas não sou teu"