29 dezembro 2006

Masturbação / Poesia de Maria Tereza Horta

Escolhi esta imagem à dedo... Calma! Não estou querendo chocar ninguém... risos. depois que li o poema abaixo, Masturbação, de Maria Tereza Horta. Sugestiva?!





Masturbação

(Maria Tereza Horta)

Eis o centro do corpo
o nosso centro
onde os dedos escorregam devagar
e logo tornam onde nesse
centro
os dedos esfregam - correm
e voltam sem cessar

e então são os meus
já os teus dedos

e são meus dedos
já a tua boca

que vai sorvendo os lábios
dessa boca
que manipulo - conduzo
pensando em tua boca

Ardência funda
planta em movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
em torno
em volta
no centro desses lábios

que a febre toma
engrossa
e vai cedendo a pouco e pouco
nos dedos e na palma

2 comentários:

@@ xana isep disse...

ui ui este sleeping e mesmo um rapazola mui mui queriducho como sempre em grande estas de parabens beijos

M.Jane disse...

Já alguém disse que os órgãos genitais eram as portas da nossa alma e acredito que seja.
Temos que saber comunicar com o nosso corpo,saber quais os seus desejos,vontades...
Claro que devemos sentir a nossa alma,abrir os nossos portões e sentir um doce desejo de prazer.
Qual a mulher que nunca se tocou?