19 fevereiro 2007

1. A virgindade ainda é valorizada?


1. A virgindade ainda é valorizada?

O tabu da virgindade foi derrubado, é algo sem volta. As excepções ficam restritas aos grupos religiosos ultraconservadores. O sexo entra mais cedo na vida dos jovens. Tanto nas cidades alicerçadas na produção rural - onde não há shoppings ou cinemas e ia relação íntima é uma das poucas formas de diversão - quanto nos grandes centros, a média de iniciação sexual das meninas é 15 anos. A explicação pode estar no fato de que a mulher, ao entrar no mercado de trabalho, passou a desenvolver outros papéis. Se não se casar, ela pode ter um lugar respeitado na sociedade em razão da vida profissional. Antes, valia a pena segurar o desejo sexual, pois a ela só cabia ser esposa e mãe. Se não conquistasse o grande amor, ficaria solteira. Assim, guardava o que acreditava ser o melhor de si - a pureza e a submissão - para depositar nas mãos do amado. Hoje, uma garota tem consciência de que, se não conseguir o parceiro que escolheu, outros virão. O surgimento do teste de DNA também colaborou. O homem não precisa mais do certificado de castidade para acreditar que os filhos surgidos no casamento são de fato dele. Na duvida, recorre ao teste de paternidade
bem aqui fica a verdadeira realidade do dia a dia ........

1 comentário:

R .R .COUTO disse...

bem cada vez mais a virgindade deixa de ser um preconceito para milhares de jovens começam a sua actividade sexual cada vez mais cedo mas muitos deles não a começam da melhor forma pois ainda não tem formação adequada para tal responsabilidade e que sexo e bom mas pode acarretar varias responsabilidades